Por Beatriz Cominatto
Fimo Designer
Consultora do Portal das Jóias para a coluna Bijuterias

Dicas para quem quer abrir um negócio de bijuterias e/ou desenhar bijuterias

 

**As imagens desta PÁGINA são de propriedade da artesã e sua empresa. Cópias e utilização deste material em outros sites sem autorização da proprietária e do Portal das Jóias estão proibidas**

É necessário fazer um curso?
Depende do que se propõe a fazer. Eu trabalho exclusivamente com bijuterias elaboradas em
cerâmica plástica (polymer clay), aqui no Brasil bem conhecido como massa Fimo. No caso de se fazer peças nesse material, um curso é essencial, pois são muitas as técnicas de modelagem, e cada uma com seus detalhes e dicas específicas. Até mesmo para que não se perca muito material em tentativas, que, na maioria da vezes, não têm resultados satisfatórios.
Na bijuteria convencional, onde se trabalha apenas a montagem de peças prontas, existe o recurso de se consertar o que não ficou bom, refazendo a peça. Muitas revistas aqui no Brasil e sites dão boas dicas de montagem, então é possível aprender sozinho. Observar nas mãos detalhadamente peças prontas, analisando como foram feitas, também é um caminho. Mas um bom curso nunca será demais. Caso exista essa possibilidade, valerá a pena!
Existem outras técnicas também mais elaboradas, onde cursos são recomendáveis.

Existem bons materiais para auto-didatas? Algum que você recomenda?
Sugiro começar por peças vistosas e menos complicadas, como colar de contas feitos com cristais, miçangas, pedras, sementes, etc.. que são mais simples de serem montados, rápidos e costumam ter boa aceitação no mercado. Pingentes prontos grandes, aplicados em cordões rústicos também são fáceis e dão bons resultados.
De onde essa pessoa pode tirar inspiração para criar as peças?
Primeiro seria interessante seguir uma pouco da tendência de moda, cores da estação, etc. Mas note bem, seguir um pouco, pois o diferencial do seu trabalho será o toque pessoal que dará à peça. Às vezes eu desenho uma peça antes de começar. Em outras, conforme vou juntando as peças, as idéias vão surgindo. Procure observar o que as pessoas estão usando. Vitrines, fotos em revistas, etc, pois uma idéia sempre levará a outra e o processo de criação começará.
Também poderá depois desenvolver toda uma coleção, ou mesmo uma linha conceitual, onde a inspiração das peças surgirá a partir de um tema proposto.
Como escolher a matéria-prima?
É fundamental uma peça de boa qualidade. Procurar trabalhar com produtos de primeira linha e bom acabamento. De nada adiantará tanto esmero na elaboração de uma peça, e pecar na baixa qualidade de seus componentes.
É melhor montar uma loja ou vender para amigos, colegas de trabalho e ir ganhando clientes no boca a boca?
Montar uma loja é um passo grande, onde a pessoa necessitará de uma produção maior, mais experiência, mesmo para revender peças terceirizadas. No início é sempre bom testar a aceitação das mesmas com os amigos e colegas de trabalho, que serão um bom termômetro. Como consequência disso, poderá então contar com o boca a boca. Também poderá oferecer suas peças a lojas de roupas e acessórios de moda. Feiras de artesanato também são uma ótima sugestão.

Tem algum nicho nesse mercado que é mais promissor?
Aposto muito no setor da cerâmica plástica, por ser um material extremamente versátil, de grande valor artístico e de ótima aceitação no mercado, tanto no Brasil como no exterior, onde também costuma-se gostar muito de peças mais exóticas, elaboradas com pedras e sementes brasileiras.
E se ela quiser apenas revender, qual é a margem de lucro?
Essa margem de lucro irá variar entre 20 e 100% do valor da peça, dependerá muito de cada caso. Se for empreendedora, poderá comprar uma quantidade maior de peças, negociando um bom desconto, consequentemente aumentando sua margem de lucro. Se for apenas revender um material consignado, mediante uma comissão negociada com o fabricante, as porcentagens não são tão altas. Mas em geral, bijuteria é um segmento de ótimo retorno, pois as peças sempre são muito procuradas. É muito gratificante e prazeiroso trabalhar nesse segmento.

** Fonte: Jornal International Press
© Copyright Portal das Joias 2002/2003 - Todos os direitos reservados
|Política de Privacidade| |©Lei de direitos autorais|